Dream Sky Airlines - Your way to fly!

Crie a sua e participe do fórum da Dream Sky®️ Airlines !

Não se esqueça de acessar o nosso site.


www.dreamsky.com.br

Fórum destinado aos pilotos da Dream Sky Airlines. Aqui poderemos discutir assuntos, postar vídeos, imagens e muito mais.


    Como se tornar um piloto real de ultraleve

    Compartilhe
    avatar
    Giuliano
    Root Admin
    Root Admin

    Mensagens : 62
    Data de inscrição : 01/01/2009
    Idade : 38
    Localização : Mogi das Cruzes

    Como se tornar um piloto real de ultraleve

    Mensagem por Giuliano em Seg Abr 12, 2010 8:08 pm

    Para pilotar um ultraleve, você precisará ter um CMPU (Certificado Médico para Pilotar Ultraleves). Para obter o CMPU, você precisará fazer os seguintes exames em qualquer laboratório médico:

    - Glicemia
    - Creatina
    - Tipagem Sanguínia
    - Lipidograma Colesterol total e frações + Triglicérides
    - Eletrocardiograma (Menor de 40 anos)
    - Teste ergométrico (Acima de 40 anos)

    De posse destes exames, fazer uma consulta com um médico que emitirá um certificado de capacidade física que deverá ser enviado para o ABUL (Associação Brasileira de Ultraleves) e esta emitirá o CMPU válido por 2 anos.

    Você precisa também fazer um curso teórico das seguintes matérias:

    - Teoria de vôo
    - Regulamento de trafego aéreo
    - Conhecimentos técnicos e motores
    - Metereologia
    - Navegação

    Estas matérias são ministradas em uma escola de aviação, como a que existe em Tatuí-SP, que oferece uma matéria por fim de semana (Sábado e Domingo) das 9:30 as 12:00. Ao final do curso, você deverá prestar uma prova teórica destas matérias, caso seja reprovado em alguma, após 15 dias você poderá prestar a prova novamente.

    Durante esse tempo, você já pode e deve ir fazendo suas aulas práticas (vôos), em média, um aluno aprende a voar e fazer as manobras de emergência com 35 horas, mas tem pessoas que levam menos ou mais tempo, depende de cada um, de sua disponibilidade, etc.

    Os alunos escolhem e marcam seus dias e horários de vôo e comunicam a escola ou um dos instrutores. Falando em restrições, são muito poucas, existem pilotos com mais de 90 anos, pilotos que tem apenas uma mão, cego de um olho, etc. A legislação médica para pilotos de ultraleves é bem parecida com a legislação do DETRAM, basicamente quem pode dirigir um automóvel pode pilotar um ultraleve.

    A Escola de Aviação Leve FREEDOM de Tatuí cobra os seguintes valores:

    1 - Consulta com o médico R$ 150,00
    2 - Inscrição na ABUL R$ 223,20/ano
    3 - Curso Técnico (Completo) R$ 950,00
    4 - Material didático (cinco livros) R$ 250,00
    5 - Taxas de exames e emissão de carteiras (ABUL) R$ 300,00
    6 - Hora de vôo em avião da escola R$ 300,00
    7 - Hora de vôo em avião do próprio aluno R$ 120,00

    A diferença entre o CPD (Certificado de Piloto Desportivo) e o CPR (Certificado de Piloto de Recreio) é que você deve fazer primeiro o CPD, para aprender a pilotar o ultraleve e com esta carteira você não poderá se afastar mais do que 40 km do seu local de decolagem e deve sempre pousar no mesmo local onde decolou. Já o detentor de uma carteira de CPR, pode voar por todo o Brasil, neste curso o aluno aprende a voar controlado e em rota, fazer fonia, etc.

    Documentos necessários para a matrícula (Escola Freedom)

    2 x Fotos 3x4
    2 x Cópias simples do RG e do CPF
    2 x Cópias de um comprovante de endereço
    2 x Cópias de um comprovante de escolaridade

    Consulte a Escola de Aviação Freedom de Tatuí para maiores informações:

    Site: www.ultrafreedom.com.br
    e-mail: jeovan@terra.com.br (Instrutor Chefe da Escola de tatuí-SP)
    Endereço: Via Municipal Karl Heinz Jahmann s/n - Hangar 2 - Tatuí - SP - Brasil, CEP: 12270-000
    Fone (11) 8155-2345
    avatar
    Rubens Silva
    Membro
    Membro

    Mensagens : 34
    Data de inscrição : 03/08/2009
    Idade : 54
    Localização : São Paulo

    Re: Como se tornar um piloto real de ultraleve

    Mensagem por Rubens Silva em Ter Abr 13, 2010 1:06 pm

    Apagar


    Última edição por Rubens Silva em Sab Nov 27, 2010 3:00 pm, editado 2 vez(es)

    jean san
    Convidado

    quero ser um piloto

    Mensagem por jean san em Qua Jun 09, 2010 2:59 pm

    Laughing ola que Deus abençõe vcs e pesso a Deus um dia aprender a pilotar um aeronave
    avatar
    dessimone
    Membro
    Membro

    Mensagens : 1
    Data de inscrição : 20/12/2009
    Idade : 48
    Localização : Aclimação - São Paulo - SP

    Trike

    Mensagem por dessimone em Ter Jul 13, 2010 2:25 am

    Ótima matéria Giuliano. Sou piloto de ultraleve e girocóptero. Atualmente estou tirando CPD de Trike em Atibaia-SP. Abandonei o ultraleve pelo alto índice de acidentes. Perdi alguns amigos nestes 10 anos na área e não quero saber mais de asa FIXA! O trike e o giro são os mais seguros com um custo benefício incrível. Veja este Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=zlK9YHCDExM

    Um grande abraço!!
    avatar
    caiado
    Root Admin
    Root Admin

    Mensagens : 133
    Data de inscrição : 01/01/2009
    Idade : 34

    Videos e Fotos do Voo de KoblyFlyer e RV-9A em Tatui - SP - Caiado e Nahmias

    Mensagem por caiado em Sab Nov 06, 2010 12:20 pm

    Dessimone

    Discordo de alguns pontos do seu comentário.
    O ultraleve é um equipamento muito seguro. Só que como tudo na vida, tem suas limitações, e por isso, não aceita erros. Acredito que o trike e o giro, por serem aeronaves de performance menor, aceitem melhor estes riscos, tornando os incidentes menos sérios. Lembrando que toda a motorização do trike ou do giro é IDENTICA a de ultraleves.
    Um ultraleve bem revisado, voando nas maos de um piloto bem treinado, consciente e responsável, dificilmente irá machucar alguem. O problema é que as historias que ficam sobre os ultraleves infelizmente são as mais tristes.

    Meu pai começou a voar de ultraleve em 1990, eu tinha 06 anos e adorava voar com ele, inicialmente num FOX-2 ULM básico, antes usavamos gasolina de carro em motores rotax(experimentais 2T) e como a gasolina de carro nao sofre uma fiscalização tao rigorosa, fomos muitas vezes surpreeendidos por panes de motor, todas explicadas pela má qualidade do combustivel. Como o voo era um voo seguro, os pousos de emergencia foram realizados sem nenhhum problema, quando aconteceram foram minimos os danos na aeronave.
    Depois de 10 anos, evoluimos para um FOX-V5 (www.starflight.com.br) e neste usamos somente gasolina de aviao AV-GAS, viajamos muito, nos divertimos muito e jamais tivemos QUALQUER problema em nossos voos.
    E há 05 anos tenho voado diversos tipos de ultraleve que voce imaginar, desde os basicos (ML-300, MX, FOX V5 TANDEM, ORION F1-A) ate os avançados (KIT-FOX, P92 ECHO, PELICAN, KOLBY, RV9)e DESDE QUE SEGUIDOS E RESPEITADOS SEUS LIMITES tenho me divertido muito.

    Resumindo: Nao vamos ficar com medo dos ultraleves, mas vamos sim respeita-los como qualquer coisa que voa nesse mundo.